Em atualização Incêndio em Vila Nova da Rainha/Tondela: número de mortos subiu para pelo menos oito

O número de vítimas mortais no incêndio que deflagrou numa associação em Vila Nova da Rainha, concelho de Tondela, subiu para pelo menos oito, disse à Lusa fonte da GNR.

O incêndio deflagrou numa associação recreativa de Vila Nova da Rainha, causando além de pelo menos oito mortos também 36 feridos, entre graves e ligeiros, de acordo com o oficial de operações da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) Paulo Santos.

Na associação decorria um torneio de sueca que terá juntado cerca de 60 participantes que acabaram por se ver envolvidos num incêndio. Em declarações à SIC Notícias, o presidente da Câmara de Tondela, José António Jesus, adiantava que o incêndio teria tido início a partir de uma salamandra que se encontrava no 2º piso da associação, local onde decorria o torneio de cartas.

As causas não estão todavia completamente esclarecidas.   Às 22h44m, a agência Lusa citava o mesmo autarca que, ao classificar a situação como “muito crítica”,eria adiantado que a situação decorrera de uma explosão de uma caldeira na associação recreativa em causa. Mas, pouco depois, a Lusa divulgaria nova informação em que citava o autarca dizendo que “pelas razões ainda não apuradas, há um foco de incêndio e há uma situação de calamidade com muitas dezenas de feridos a serem assistidos”.

No ponto de situação realizado cerca das cerca das 23:10, o comandante operacional distrital de Viseu, Miguel David, limitou-se a reiterar que o incidente aconteceu num “evento que decorria numa associação, do qual resultou um incêndio por causas que importa depois apurar pelas entidades com competência legal para tal”.

Dezenas de ambulâncias estavam às 22:50 de sábado na rua principal de Vila Nova da Rainha, onde se juntaram muitos populares.

A estrada principal está cortada ao trânsito a cerca de dois quilómetros da associação recreativa aonde ocorreu o incidente.

Entretanto, o Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social recordou estar disponível a Linha Nacional de Emergência Social através do número gratuito 144.

Pelas 23:00, estavam no local 173 operacionais, apoiados por 67 veículos e dois meios aéreos (um helicóptero do INEM e outro da Força Aérea que estão a fazer transporte de feridos para os hospitais).

O alerta foi dado às 20:51 e pelas 21:50 o fogo foi dado como extinto.

Fonte: MadreMedia/Lusa

Categorias: Brasil,DESTAQUE

Tags: ,,,,

Leave A Reply

Your email address will not be published.